Desculpe.
Não foi possível atualizar o item da Lista de desejos no momento.

Recifes de coral - Disney Animals

Peixes tropicais nadando entre o recife de coral

Epcot

Future World

Os visitantes podem ter

qualquer altura

Conteúdo de interesse para

Todas as idades

Acessibilidade e outras informações | Abre uma caixa de diálogo

Acessibilidade

  • Pode permanecer na cadeira de rodas/ECV

Interesses

Encontros com Animais

Deslize pelo colorido mundo dos recifes de coral, que cobrem menos de 1% do fundo do oceano, mas são a casa de 25% de todas as espécies do mar.
Peixes tropicais nadando entre o recife de coral

Onde procurar os recifes de coral

Mergulhe na tranquila vista marinha de um recife de coral no Caribe - sem se molhar!

Recife de coral no Walt Disney World Resort
Os recifes de coral são tão ricos em vida que os cientistas os chamam de "florestas tropicais do mar". Os visitantes podem ver nosso recife de coral caribenho no The Seas com Nemo e seus amigos, no Epcot.

Recifes de corais na vida selvagem
A maioria dos corais se encontra em mares quentes e rasos localizados entre os Trópicos de Câncer e Capricórnio, próximo à linha do equador ou em áreas como Flórida e o sul do Japão, que são alimentadas por correntes marítimas quentes dos trópicos. Os maiores recifes de coral estão na Austrália, Caribe, no Mar Vermelho, no Oceano Índico e no Pacífico Sul - incluindo as ilhas do Havaí.

Ameaças aos recifes de coral
A Administração Nacional para Atmosfera e Oceanos (NOAA) listou recentemente 20 espécies de coral como "ameaçadas" pela Lei de Espécies Ameaçadas - 10 vezes o número listado em 2006. Os recifes de coral em todo o mundo diminuíram significativamente, com algumas espécies reduzindo em 90% ou mais. Um relatório recente estima que 75% do restante de recifes estão ameaçados agora e muitos já foram perdidos.

Esforços de preservação da Disney
A Walt Disney Company está intensamente comprometida com a proteção dos recifes de coral. Descubra o que a Disney está fazendo pelos corais - e como você pode ajudar.

"A preservação não é apenas o negócio de algumas pessoas, é um problema que preocupa a todos nós... se usarmos nossas riquezas de modo inteligente, se protegermos a vida selvagem e preservarmos nossos lagos e riachos, essas coisas irão durar para as próximas gerações." – Walt Disney

 

Mergulhador embaixo d'água em viveiro de coral segurando um do tipo chifre-de-veado

Preservação da Disney: como salvar os recifes de coral

As principais ameaças ao coral são causadas direta ou indiretamente pelas emissões do gás estufa e a alteração climática.

Loucura de coral
A Administração Nacional para Atmosfera e Oceanos (NOAA) identificou 19 ameaças aos corais, incluindo aumento nas temperaturas do oceano, acidificação do mar, doença, poluição e efeitos ecológicos da pesca e práticas fracas de uso da terra. As 3 principais ameaças - aumento de temperatura, acidificação e doenças - estão direta ou indiretamente relacionadas às emissões de gás estufa e alteração climática e espera-se que aumente com o tempo.

Reinados ácidos
A acidificação do oceano acontece quando as emissões de dióxido de carbono (CO2) da queima de combustíveis ósseos são absorvidas no mar criando o ácido carbônico. A introdução de grandes quantidades de CO2 no século passado alterou a química da água do mar e interrompeu o processo de calcificação dos organismos produtores de concha, como coral, ostras e ouriços. Entretanto, o aquecimento do oceano pode causar o branqueamento do coral - um recife inteiro pode ficar branco, já que os corais expelem a alga simbiótica que vive dentro deles.

A Disney está ajudando a restaurar os recifes de coral
Os recifes vivos de corais são ecossistemas diversos, criados por grandes colônias de pequenos animais chamados pólipos de corais. Além de suportar uma ampla variedade de organismos marinhos, os recifes de corais também fornecem barreiras defensivas naturais que protegem da erosão costeira. Porém, essas maravilhosas formações naturais estão sob numerosas ameaças, incluindo branqueamento, enfermidades e predadores invasivos. A redução no crescimento e a morte de recifes de corais geralmente resultam do desenvolvimento litorâneo, de alterações climáticas e da acidificação da delicada química dos oceanos. Como parte dos esforços para reverter o declínio dos recifes nas Bahamas, a Disney está trabalhando em conjunto com especialistas no Caribe e investindo em estudos e treinamentos abrangentes, além de adotar ações para criação de berçários de corais, determinação de limites para o contato humano danoso com recifes existentes e promoção da reabilitação e da resistência do ecossistema.

Uma solicitação do ouriço-do-mar
As criaturas marinhas precisam umas das outras para sobreviver. A quase extinção do ouriço no norte das Bahamas fez os recifes de coral locais diminuir muito. Esses importantes ouriços alimentam certo tipo de alga que - sem sua ajuda - cobriria os corais e bloquearia a luz do sol que os corais precisam para crescer. Para restaurar esses corais, os cientistas na equipe de Animais, Ciência e Meio Ambiente (ASE) da Disney estão deslocando esses cruciais pastos de ouriço-do-mar - e transplantando os fragmentos vivos de coral também - a partir dos viveiros de recife. A Disney também está criando programas educacionais, acampamentos de verão e oficinas de treinamento para professores, para ajudar os habitantes a entender a importância dos recifes e como protegê-los.

Mergulhador pegando ouriços no recife de coral

Os recifes de coral são maravilhosos.

Um recife de coral vivo parece um belo jardim de pedras coberto com plantas incomuns e bem coloridas. Mas o que é exatamente?

Animal, vegetal ou mineral?
Na verdade, o coral é formado de minúsculos animais chamados pólipos, que são parentes das anêmonas do mar e da água-viva. O pólipo usa minerais na água para criar um exoesqueleto duro para suportar e proteger seu corpo. Os corais se alimentam de pequenos animais flutuantes chamados zooplâncton - assim, algumas espécies conseguem pegar peixes pequenos. O alimento é capturado por células aderentes (nematocistos) e digerido dentro do corpo. O coral é bem "vivo" - algumas espécies vivem 2 anos e outras podem viver 100 anos.

Montanhas de montículos
Os corais começam pequenos, com menos de meia polegada (1 cm) até 12 polegadas de comprimento (30 cm). Eles têm várias formas e cores e, junto aos exoesqueletos, amontoados uns sobre os outros, podem formar um recife que se estica por milhares de milhas. A Grande Barreira de Corais da Austrália é a maior do mundo - e a maior estrutura única feita por organismos vivos no planeta. Pode ser vista do espaço!

Encontro de recife
Os corais são divididos em 2 tipos - duros e macios. Os corais duros são os construtores do recife. Conforme as colônias crescem por centenas e milhares de anos, elas se juntam com outras e se transformam em recifes. A Grande Barreira de Coral não é um único recife, mas milhares de pequenos recifes e ilhas de coral que seguem pela costa noroeste da Austrália por 1.616 milhas (2.600 km). Alguns recifes de coral vêm crescendo há mais de 50 milhões de anos.

Jantar para dois
Enquanto isso, animais ainda menores - algas microscópicas chamadas zooxantela - vivem dentro do pólipo de corais. Essas algas usam a fotossíntese para converter a energia do sol em alimento e oxigênio, que, então, é compartilhado com seu anfitrião. Em troca, o pólipo oferece um lar resistente às algas. É uma combinação feita no paraíso - os pólipos e as algas não podem viver separados.

Como o seu jardim cresce?
Quando um pólipo de coral morre, seu esqueleto se torna uma superfície de crescimento para novos pólipos. O coral cresce muito devagar e a diferentes taxas, dependendo da temperatura da água, salinidade, turbulência e disponibilidade de alimentos. Alguns corais, como o ramificado e o chifre-de-veado, podem crescer até 6 a 8 polegadas (15 a 20 cm) por ano. Os grandes corais, como o casca-de-jaca e o cérebro, crescem mais lentamente, em geral, menos de 1 polegada (2 cm) por ano.

Lar doce lar
Os corais são extremamente importantes para a biodiversidade dos oceanos. Apesar de cobrirem menos de 1% do fundo dos oceanos, os recifes oferecem alimento e proteção para mais de 25% de todos os peixes no mar – até 2 milhões de espécies. E têm um valor econômico moderado para as comunidades do mundo para turismo e recreação.

Mergulhadores trabalhando para restaurar o recife de corais

Você também pode ajudar os recifes de coral!

O que os humanos que vivem na terra podem fazer para ajudar os corais marinhos - muito mais do que você imagina. Não importa onde você more, é possível ajudar os recifes de coral.

Passeie com inteligência
Para proteger os recifes de coral, pedale sua bicicleta ou compartilhe caronas, e reduza a queima de combustíveis fósseis como a gasolina, que destrói os corais aumentando a acidez dos oceanos.

Faça escoamento inteligente
Lembre-se de que todos os escoamentos costeiros acabam chegando ao mar. Mantenha tinta, óleo de motor, graxa, óleo de cozinha, itens de limpeza e lixo longe dos esgotos. Recicle ou elimine-os corretamente.

Proteja os recifes de coral
Os corais são frágeis e levam muito tempo para crescer! Ao mergulhar, proteja a natureza e tome cuidado para não tocar nos corais, ficar em pé sobre eles ou danificá-los.

Coloque a poluição no devido lugar
Recolha o lixo para manter saudáveis os habitat aquáticos, como praias, rios, lagos ou riachos da sua região. Entre em contato com Conservação de Oceanos para aprender sobre a limpeza das praias na sua área.

Acesse os sites a seguir
Veja como a Disney está criando um mundo melhor para a vida selvagem marinha e seus habitat, e maneiras criativas de como fazer você também a diferença!

Disney Conservation Fund (DCF)

Disney's Animal Kingdom Park

Friends for Change

Preservação do oceano

Disneynature

Perry Institute for Marine Science

"Aprendi com o mundo animal e o que todos que estudarem vão aprender também, é um sentido renovado de parentesco com a Terra e seus habitantes." – Walt Disney

Horário

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

  • Das às
Início do conteúdo da dica de ferramenta Fim do conteúdo da dica de ferramenta
  • Para obter ajuda na sua visita ao Walt Disney World, ligue para +1 (407) 939-5277.
  • Das 7h às 23h no horário da costa leste dos Estados Unidos. Os menores de 18 anos devem ter permissão dos pais ou responsável para ligar.
Links de rodapé

Inscrever-se para atualizações

Seja o primeiro a saber das últimas notícias e ofertas especiais do Walt Disney World Resort.

Inscrição bem-sucedida

Obrigado por se inscrever! Você deve começar a receber notícias e ofertas especiais muito em breve.

Powered By OneLink